Seja Bem vindo ao Mocidade Alerta. O mundo Gospel está aqui. Deixe seu Comentário! Que Deus o abençõe...

segunda-feira, agosto 26, 2013

Cantor gospel é preso acusado de estuprar a própria filha.

Cantor gospel é preso acusado de estuprar a própria filha.
O cantor gospel Marcelo Galdino Cordeiro, conhecido como Marcelo Terrinha, foi preso nesta última sexta-feira, acusado de estuprar a própria filha, informou o delegado-titular da 61ª DP (Xerém), Mário Arruda.
Segundo o delegado, o homem teria estuprado a filha de 12 anos pelo menos três vezes, quando ela o visitava em São Paulo e quando ele a visitava no Rio de Janeiro. A menina era ainda obrigada a se ajoelhar e pedir perdão a Deus após o estupro.

Os abusos aconteceram no ano de 2011 e 2012. Marcelo morava na cidade de São José do Rio Preto, interior de São Paulo e ia visitar a filha em Xerém, distrito de Duque de Caxias (RJ), bem como recebia visitas da filha.

"Ele cometia os abusos e, após o ato consumido, pedia para a filha ajoelhar-se no chão e pedir perdão a Deus", detalhou o delegado Mário Arruda, segundo o Meia Hora.

“Informalmente, ele (acusado) disse que vai pagar por tudo que fez", declarou Arruda.

O músico, que se preparava para se apresentar na cidade de Lauro de Freitas, na Bahia, recebeu um mandado de prisão de 30 dias pelo crime de estupro de vulnerável.

As investigações duraram mais de três meses. Os policiais foram até a Bahia para prendê-lo. Se condenado, o cantor pode pegar até 15 anos de prisão.

O titular da 61ª DP diz que vai recorrer a prisão preventiva do músico.

DEIXE SEU COMENTÁRIO NO MOCIDADE ALERTA

FONTE: EXÉRCITO UNIVERSAL
Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Comente Aqui por favor. deixe sua opnião!

Comente com o Facebook

Receba nossas atualizações gratuitamente por email

Total de visualizações

Gostou deste site? COMPARTILHE

Bookmark and Share
Recomende este site a um amigo
Indique o e-mail:

Seguidores

Text

Quatro coisas para o sucesso: Trabalhar e orar, pensar e acreditar.